Mercado imobiliário
10.out.2016
Tamanho da Fonte: A- | A | A+

Hora de Investir em Imóveis por Ricardo Amorim

O economista acredita em rápida recuperação

Imagem Hora de Investir em Imóveis por Ricardo Amorim
Logo Copiar Blog Notícia
O economista Ricardo Amorim e autor do best-seller "Despois da Tempestade" publicou no mês de outubro, em seu site - ricamconsultoria.com.br - um artigo sobre "Hora de Investir em Imóveis". 

Amorim acredita que assim como aconteceu após as recessões de 2003 e 2009, o mercado imobiliário deve ser seguido por um reaquecimento à medida que a confiança e a economia se recuperem e a oferta de crédito volte a se expandir, começando pela recuperação de preços, seguida pela recuperação do volume de vendas e de novos lançamentos.

Segundo o economista a oportunidade para quem quer investir no mercado imobiliário está em posicionar-se antes que estas tendências se concretizem e sejam claras para todos. Já há vários sinais nesta direção, mas a maioria ainda não se deu conta disso.

Em seu livro "Depois da Tempestade", publicado recentemente, Amorim, diz que caso o governo Temer corte gastos públicos, colocando as contas públicas em ordem e afastando temores de risco de insolvência futura do setor público brasileiro, a recuperação econômica será muito mais rápida e forte do que a maioria acredita. Os impactos positivos da recuperação nos setores que mais sentiram a crise de confiança e a falta de oferta de crédito recente serão ainda maiores, capitaneados exatamente pelos setores imobiliário e automotivo.

E nos últimos meses, a confiança de empresários de todos os setores da economia e de consumidores têm subido de acordo com os indicadores da FGV, CNI, Fecomércio e outros. Alguns setores já têm até mostrado uma incipiente recuperação. Os indicadores do próprio mercado imobiliário já têm refletido esta melhora de expectativas. E se o cenário de recuperação econômica, queda de juros e expansão de crédito se concretizar, a demanda por imóveis deve crescer. 

Ainda no artigo, Amorim lembra que muitos especialistas acreditaram que o Brasil viveria uma bolha imobiliária, porém não foi o que aconteceu. Houve queda de preços queda no Brasil, mas a queda média de preços foi muito inferior a de países onde bolhas imobiliárias estouraram.

De acordo com o economista os estouros de bolhas imobiliários são seguidos por longos períodos de desempenho econômico muito inferior ao que o país tinha até então e uma elevação significativa da taxa de desemprego, o que cria riscos importantes para quem oferta crédito e quem assume dívidas para financiar a compra dos imóveis.

Sobre o Ricardo Amorim

Ricardo Amorim é autor do bestseller Depois da Tempestade, apresentador do Manhattan Connection da Globonews, presidente da Ricam Consultoria e o economista mais influente do Brasil segundo a revista Forbes.

Confira o artigo completo 

Crédito da Foto: Página do Facebook do economista Ricardo Amorim 

Fonte:
ZN Imóvel
O Portal de Imóvel da Zona Norte de São Paulo
www.znimovel.com.br/
Equipe de Jornalismo
Grupo de Portais Imobiliários
SP Imóvel
< Post Anterior
Mercado Imobiliário - Cresce venda de imóveis usados em SP
Próximo Post >
Qual a importância do coach no mercado imobiliário?