Mercado imobiliário
23.set.2016
Tamanho da Fonte: A- | A | A+

A profissão do corretor de imóvel deve desaparecer em 2025?

Confira a opinião do diretor do SP Imóvel

Imagem A profissão do corretor de imóvel deve desaparecer em 2025?
Logo Copiar Blog Notícia
Na última segunda-feira, 19 de setembro, o Jornal da Globo exibiu uma matéria que os avanços da tecnologia devem extinguir pelo menos 10 profissões em um curto espaço de tempo. De acordo com análise feita por uma das maiores empresas de consultoria do mundo, a Ernst & Young, em nove anos, profissões operacionais, como corretor de imóveis, operador de telemarketing, contador, digitador de dados, caixa, trabalhador rural, árbitro, agente de crédito, subscritor de seguros, reparador de relógios vão sumir.

Para Dalton Toledo, diretor do Portal SP Imóvel, é difícil prever uma extinção da profissão de corretor de imóvel. "A notícia foi feita com um parâmetro mundial. Cada país tem seus costumes, culturas, modelos de mercado, níveis de educação e segurança. Não acredito no fim da profissão de corretor de imóvel em um futuro tão próximo.

Recentemente, o Portal SP Imóvel realizou uma pesquisa com mais de 2.000 proprietários onde foram questionados se preferem à venda direta ou com intermediação de um corretor. A resposta foi unânime. Mais de 95% optaram pela venda com a intermediação do profissional.

Para o diretor, não basta somente à evolução da tecnologia é necessário uma mudança nos costumes, política, cultura, segurança e educação no país. E isso, não acontecerá em um tempo tão curto.

"Nem toda profissão será fácil de ser substituída por máquinas. Acredito que poderá haver uma diminuição no número de corretores, onde ficarão apenas os mais preparados e qualificados. Neste caso, a profissão do corretor de imóveis terá um respeito e reconhecimento muito maior. E isso já vem mudando, o que é bom para a categoria", declarou Toledo.

Por outro lado, o diretor se diz um apaixonado por tecnologia e não desconsidera que a velocidade das tendências geram diversas oportunidades de negócios digitais. Como por exemplo, o Netflix, Waze, Uber, entre outros. "Precisamos nos atualizar e inovar todos os dias. E claro, buscar por novas ferramentas", completa.
Fonte:
ZN Imóvel
O Portal de Imóvel da Zona Norte de São Paulo
www.znimovel.com.br/
Equipe de Jornalismo
Grupo de Portais Imobiliários
SP Imóvel
< Post Anterior
Caixa permanece com financiamento do Minha Casa Minha Vida
Próximo Post >
Comprar imóvel novo ou usado? Conheça os prós e contras